sexta-feira, 21 de maio de 2010

Qual o Shampoo ideal para seu cabelo?

Uso incorreto pode danificar os fios e causar problemas como seborreia e queda de cabelo Quando surgiram os xampus tinham uma função básica: a de lavar os fios.

Para te ajudar nesta tarefa, logo abaixo, o hair stylist do Studio Prime Hair e Beauty André de Leone entrega o dossiê do xampu, com as diferenças dos principais tipos à venda no mercado.

ara cabelos grisalhos: com pigmentos roxos que evitam a despigmentação total dos fios, este tipo de xampu mantém o brilho e a tonalidade natural dos fios sem deixar o aspecto amarelado e com manchas. "ele é feito à base de um composto roxo sem pigmentos de amônia que puxa a cor para o cinza, deixando-os brilhosos e com aparência mais saudável", explica Leone.

Loiros: muita gente acha que xampus para cabelos loiros funcionam como uma espécie de blindagem dos fios para evitar que fiquem menos ressecados e mais sedosos, porém, isso é um grande equívoco, por que na verdade, assim como os específicos para cabelosgrisalhos, os xampus para cabelos loiros evitam o amarelado dos fios e deixam a tonalidade mais natural. "É possível, inclusive, trocar um pelo outro pois a função é a mesma", diz o hair stylist.

Anticaspa: proporcionam limpeza profunda do couro cabeludo e evitam a oleosidade, já que fazem com que as glândulas sebáceas do couro cabeludo produzam menos óleo, porém, têm efeito paliativo.

"A oleosidade está diretamente ligada a fenômenos psicológicos, como o estresse, ou físicos, como excesso de vitamina E no organismo, que tendem a aumentar a ação das glândulas sebáceas. O xampu tem ação apenas tópica e não age nas causas do problema", afirma Leone.

Antirresíduos: diferentemente do anticaspa, o xampu antiresíduo limpa de forma profunda, não só a oleosidade do couro cabeludo, mas todas as impurezas que estiverem por lá, como produtos químicos, cremes e pomadas . "As pessoas têm mania de achar que o xampu antiresíduo resseca o cabelo, mas na verdade a textura dos fios após o uso deste tipo de xampu é a textura original dos fios sem nenhum tipo de produto químico", explica Leone.

O que é importante é saber usar o produto: uma vez por semana, no máximo. Uma dica é usar o antirresíduos antes de fazer a hidratação dos fios para potencializar a absorção do creme pelos fios.

Sem sal: segundo o especialista, é folclore. Leone explica que o fato do xampu não ter sal em sua fórmula vai alterar sua consistência e não sua ação nos fios: "essa história de que o sem sal prolonga o efeito da escova progressiva, agride menos os fios, é mentira. A única mudança perceptível é uma menor quantidade de espuma, mas nada que o diferencie de um xampu comum", diz Leone.

Couro sensível: o xampu para couros cabeludos mais sensíveis apresenta substâncias hipoalergênicas que evitam irritações. "A fórmula é mais leve que a dos xampus comuns", explica.

Para cavalo: a nova textura dos fios que prometem é puro mito, pois esta característica é particular e genética, não dá para mudar.

Teatree: "ele refresca o couro cabeludo por ser à base de um tipo de menta causando uma sensação de alívio principalmente no verão, mas não tem indicação específica para tipos de cabelo", explica Leone.

À seco: este tipo de xampu promete limpeza dos fios e do couro cabeludo sem precisa lavar com água. A limpeza não é igual, claro, do que uma boa lavagem no chuveiro, mas quebra o galho para aqueles dias de pressa. "Ele tira a aparência de sujeira e oleosidade em excesso", diz o hair stylist.

Como identificar qual o melhor tipo para você?
O melhor tipo de xampu é aquele que faz com que seu cabelo fique com aparência natural e macia.

A dica é mudar o tipo ou só a marca do xampu para que os fios se acostumem com aquela mesma fórmula e o produto deixe de fazer efeito.

Um comentário:

Roberta disse...

Vi amiga, amei seu blog!!!!!!Fiquei muito feliz por ver você aqui. Ele é a sua cara e tem tuda haver contigo. Muito sucesso viu?? Saudade de vc nos meus dias!!!BJo Beta